Open/Close Menu DA Francisco Brasileiro (DAFB)

Resultado do Enade é antecipado e revela que instituições federais superaram as particulares

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou, nesta sexta-feira, 1º de setembro, em coletiva de imprensa, os resultados do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) 2016. O exame é realizado para aferir o desempenho dos estudantes em relação a conhecimentos, competências e habilidades desenvolvidas ao longo do curso de graduação. No total, 195.757 inscritos fizeram a prova e 4,3 mil cursos foram avaliados.

Segundo a presidente do Inep, Maria Inês Fini, o desempenho dos estudantes precisa melhorar. A maior parte dos inscritos alcançou resultado mediano nos conceitos avaliados no exame. “Em relação ao conceito do exame, a maioria está em torno do conceito médio, regular. Isso é um indicador de que precisamos de um empenho e de um esforço muito maior para prover educação de qualidade”, finalizou.

Ainda sobre os dados revelados, os indicadores de qualidade da educação superior demonstraram que o desempenho das universidades federais foi melhor que o da rede privada, numa escala crescente de 1 a 5. As federais tiveram 43% das instituições com conceito 4 e 16% com o conceito 5. Enquanto isso, nas particulares, os percentuais foram, respectivamente de 19% e 3%.

Resultado ENADE 2016 dos cursos de Medicina da Paraíba

UFCG Campina Grande = 4
UFCG Cajazeiras = 3
UFPB João Pessoa = 3
FCM João Pessoa = 3
FCM Campina Grande = 2
FAMENE João Pessoa = 2
Unipê João Pessoa, FIP Patos e FSM Cajazeiras não foram avaliadas pois não tiveram turmas concluintes em 2016.

A partir de novembro, o Governo Federal deve divulgar outros dois índices que tomam a prova do Enade como base, que são o conceito preliminar do curso (CPC) e índice geral de cursos (IGC). Eles ainda estão em processamento e vão incluir, além do desempenho dos alunos, questões como corpo docente, infraestrutura, recursos didático-pedagógicos e ainda a avaliação dos cursos de pós-graduação de cada instituição junto à Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Foram avaliados os concluintes de cursos das áreas de agronomia, biomedicina, educação física, enfermagem, farmácia, fisioterapia, fonoaudiologia, medicina, medicina veterinária, nutrição, odontologia, serviço social e zootecnia. No grau de tecnólogo, o exame foi destinado a concluintes de agronegócio, estética e cosmética, gestão ambiental, gestão hospitalar e radiologia.

A prova é composta por 40 questões, divididas em duas partes: formação geral (FG) e componente específico (CE). A primeira tem 10 questões, sendo oito de múltipla escolha e duas discursivas, que contempla temas como sociodiversidade, biodiversidade, globalização, cidadania e problemas contemporâneos. Essas perguntas equivalem a 25% da nota do exame. A segunda visa aferir as competências, habilidades e o domínio de conhecimentos necessários para o exercício da profissão e é composta por 30 questões, sendo 27 de múltipla escolha e três discursivas, o que equivale a 75% da nota.

Outros cursos da UFCG

No Conceito Enade, dos onze cursos da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) que foram avaliados, dois obtiveram nota máxima (5): Serviço Social (campus de Sousa) e Enfermagem (campus de Campina Grande).

Os cursos de Enfermagem de Cajazeiras e de Cuité (CES) Medicina (Campina Grande), Medicina Veterinária (Patos), Odontologia (Patos) e Nutrição (Cuité) receberam nota 4, enquanto que Medicina do campus de Cajazeiras e Farmácia, de Cuité, obtiveram nota 3. O curso de Agronomia, do campus de Pombal (CCTA), ficou com nota 2.

O DAFB realizou um levantamento com as notas dos cursos de Medicina de referência da região Nordeste. A UFCG obteve um ótimo desempenho.
CategoryNotícias
Write a comment:

*

Your email address will not be published.

© 2017 Diretório Acadêmico Francisco Brasileiro (DAFB). Todos os direitos reservados.